Reunião discute ordenamento com donos de barracas da orla de Maceió

Em operação conjunta no último dia 19, técnicos da Prefeitura encontraram irregularidades. Foto: Afranio Aquino

A Secretaria Municipal de Segurança Comunitária e Convívio Social (Semscs) promoveu, nesta terça-feira (06), uma reunião com representantes dos proprietários de barracas na orla de Maceió. Em pauta, o desdobramento de ação realizada em 19 de maio para fiscalização e corte das instalações elétricas irregulares na orla marítima de Maceió. A operação contou, ainda, com a participação da Superintendência Municipal de Energia e Iluminação Pública (Sima) e da Eletrobras Distribuição Alagoas, como convidada.

O encontro com os proprietários das barracas teve como objetivo discutir formas regulares de utilização da energia elétrica. “O trabalho tem que ser ordenado. Estamos preocupados com a segurança de todos e precisamos evitar que aconteçam tragédias em virtude da clandestinidade”, ressaltou o secretário de Segurança Comunitária e Convívio Social, coronel Ivon Berto. O secretário destacou que é importante ouvir as necessidades e ideias desses empreendedores.

A necessidade de água para higienização dos alimentos e utilização de chuveiros pelos banhistas foi o principal ponto apresentado pelos barraqueiros. Eles também reconheceram a importância da legalização do uso dos recursos hídricos e elétricos, bem como apresentaram uma ideia para consumo sustentável da água doce por meio de uma bomba manual, em fase de testes. “Utilizávamos a energia para fazer a água chegar”, explicou o proprietário da Barraca do “Seis Horas e da Ozana”, Erisvaldo Nascimento.

As propostas feitas pela Semscs aos participantes da reunião foram as seguintes: contato com a Casal para ver a possibilidade de ligação da água; contato com a Eletrobras para saber os requisitos da legalização do consumo da energia; instalação de pontos de água coletivos e em parceria com os proprietários para os devidos cuidados e manutenção desses pontos, além de analisar a proposta do consumo sustentável. “Foi uma reunião bem produtiva. Agradecemos por termos sido ouvidos e pelo bom senso”, afirmou Maria Ozana de Lima.

Operação 

Durante a ação, que envolveu 44 servidores e 11 viaturas, 25 postes/pontos foram vistoriados. “A integração entre as equipes de trabalho contribuiu para a realização eficaz e sem intercorrências. A Sima identificou previamente as ligações irregulares, esclarecemos o público sobre objetivos e resultados buscados com a operação, e a presença da Eletrobras também foi fundamental”, explicou o coronel Adilson Bispo dos Santos, um dos coordenadores da ação.

Ascom – 07/06/2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *