Polícia Civil esclarece crime da praia da Ponta Verde

adriano-1

A Polícia Civil de Alagoas, por meio da Delegacia de Homicídios da Capital (DHC), esclareceu nesta terça-feira (25), a morte do jovem Samuel dos Santos Tavares, 21 anos, executado na tarde do dia anterior, a tiros, na praia de Ponta Verde, próximo à “Balança do Peixe”.

O crime foi praticado pelo eletricista Adriano Costa dos Santos, 35 anos, conhecido por “Cabeção”, com a ajuda de dois vizinhos, identificados apenas como Fábio e Felipe.

A polícia já havia identificado Adriano como a pessoa que planejou o homicídio e estava prestes a prendê-lo, o que fez com que ele resolvesse se apresentar em companhia de um advogado.

Ao ser interrogado, pelo delegado Fábio Costa, coordenador da DHC, o acusado contou que o motivo do crime foi vingança. Samuel teria assassinado o seu enteado Lucas Barbosa dos Santos, há cerca de 20 dias, junto com dois homens.

Ele disse que soube que Samuel costumava frequentar a praia da Ponta Verde e se dirigiu ao local junto com os dois vizinhos. Quando a vítima percebeu a sua aproximação, tentou correr, mas foi atingido com um tiro de pistola 380, na nuca, disparado por Adriano. Felipe que também estava armado com um revólver, calibre 38, fez seis disparos à queima-roupa.

Segundo Adriano, o outro vizinho Fábio ficou em um Pálio, de cor vermelha, estacionado em um posto de combustível, para facilitar a fuga.

Após o crime, Adriano foi até a casa de sua mãe, pegou uma moto e se escondeu na casa da namorada no conjunto Benedito Bentes, parte alta de Maceió.

O delegado informou que os dois outros acusados permanecem foragidos, mas devem, também, ser apresentados pelo advogado.

Jaime Feitosa – pc.al

26/10/16

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *