Ministros citam lançamento de livro e saúde para encerrar sessão

Ministros citam lançamento de livro e saúde para encerrar sessão

A sessão do julgamento da chapa Dilma-Temer nesta quarta-feira, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), foi encerrada por volta das 13h15, porque a partir das 14h haveria a sessão do pleno do Supremo Tribunal Federal (STF) e os ministros Gilmar Mendes, Luiz Fux e Rosa Weber precisam estar presentes. No entanto, outros argumentos foram levantados para suspender o julgamento, como os “problemas respiratórios não sanados” citados pelo relator Herman Benjamin, e o lançamento do novo livro de Fux, “Jurisdição Constitucional II – Cidadania e Direitos Fundamentais”. que está marcado para as 18h.

Quem lembrou do lançamento do livro foi Rosa Weber, ao que Fux respondeu que o “interesse do país vem primeiro”. Mesmo assim, Benjamin pareceu favorável à suspensão da sessão, comentando, pela terceira vez, que está com problemas de saúde, diz o msn.

O julgamento desta quarta teve dezenas de intervenções de outros ministros – especialmente do presidente da Corte, Gilmar Mendes – durante a análise das questões preliminares, o que está estendendo a sessão.

Na quinta-feira, a previsão é que o TSE convoque mais uma sessão extraordinária à tarde para continuar com o processo – assim, o julgamento duraria o dia todo, pois já havia sessões marcadas para as 9h e 19h. Caso as sessões de quinta-feira não sejam suficientes, os ministros cogitaram continuar o julgamento na sexta-feira e ate sábado e domingo.

07/06/2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *