Kevin Spacey é processado por assédio sexual por massagista

Kevin Spacey pode ter se distanciado dos holofotes após ter sido demitido da Netflix e ter perdido a maior parte de seu prestígio ao redor da indústria por causa de acusações de assédio sexual, mas isso não quer dizer que a situação tenha melhorado para o ator. De acordo com informações da Variety, Spacey pode tornar-se réu em um caso de agressão sexual, assédio, violência de gênero, agressão emocional intencional e cárcere privado.

As acusações foram feitas por um massagista, que decidiu manter sua identidade sob anonimato, e que, segundo a ação judicial atualmente em trâmite na Corte de Los Angeles, teria sido contratado por um assessor de Spacey em outubro de 2016 para tratar do ex-astro de Hollywood. Uma vez na casa do então protagonista de House of Cards, em Malibu, o massagista foi forçado a tocar os órgãos genitais do ator. Spacey ainda teria tentado beijar o profissional, além de ter oferecido sexo oral; ele não se pronunciou sobre as acusações, atesta o MSN.

Spacey foi um dos muitos predadores sexuais derrubados no ano passado pelas denúncias de vítimas de assédios e abusos sexuais realizadas durante o auge do movimento #MeToo. Desde que seus crimes sexuais foram revelados no fim de 2017 – e para além das punições supracitadas -, o ator ainda foi removido digitalmente do longa Todo o Dinheiro do Mundo. Na sequência das acusações, Spacey internou-se em uma clínica para reabilitação em viciados em sexo.

02/10/2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *