Duração das novelas é um caso ainda mais em discussão

Duração das novelas é um caso ainda mais em discussão

cenas-das-novelas-velho-chico-os-dez-mandamentos-e-cumplices-de-um-resgate-1477858193653_615x300

Autores da importância de Benedito Ruy Barbosa e Walther Negrão, quando chamados a falar sobre o assunto, têm criticado a insistência de se produzir novelas tão longas, sempre beirando a casa dos 180 capítulos.

A justificativa usada no passado, de que o aumento da duração era importante para diluição dos custos, aos poucos vai deixando de ser considerada. Os investimentos em séries tornaram questionáveis, aquilo que se usou como verdade absoluta durante muitos anos.

A própria Globo tem se prevalecido da faixa das 23h, uma ou duas vezes por ano, para exibição de novelas mais curtas, provando para ela mesma que este será o caminho a seguir para todos os outros horários.

A maneira de ver televisão foi se modificando no decorrer do tempo, assim como se amplificou a recusa do telespectador a toda e qualquer tentativa de empurrar no banho-maria, ou se valer do que hoje todos conhecem como “barriga”.

Rejeição, inclusive, já apontada em muitas oportunidades nos números de audiência. Se no cinema, duas horas são suficientes para exibição de um grande filme, torna-se inaceitável a televisão precisar de seis, sete ou até oito meses para contar uma história.

Equação
O que emissoras como Globo, Record e SBT têm que buscar são maneiras de simplificar ou racionalizar suas produções.

Evidente que despesas com cidade cenográfica, pós-produção e efeitos especiais são sempre muito altas, mas é necessário também se buscar uma solução para elas.

Exemplos recentes
“Velho Chico”, na Globo, foi exibida em 173 capítulos, pouco mais de sete meses no ar. Record, nas duas fases de “Os Dez Mandamentos”, foi a 244 e, no SBT, nenhuma das suas novelas infantis fica menos de um ano no ar.

É um exagero que não se aceita mais.

Outro detalhe
A Globo estabeleceu um formato vencedor em suas novelas, que vigora há décadas, que é a exibição do último capítulo sempre às sextas-feiras e reprise nos sábados.

Por que inventar moda agora e fazer “Haja Coração” terminar numa terça, com reapresentação na quarta? “Totalmente Demais”, vale lembrar, foi concluída numa segunda com reprise na terça.

Foi algum estudo que levou a isso ou vamos que vamos para ver no que vai dar?

bol

31/10/2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *