Depois da absolvição, Marx promete que o Aeroporto de Maragogi vai sair; assista!

Somente hoje pela madrugada, o ministro do Trusimo, Marx Beltrão conseguiu dormir após receber milhares de telefonemas procedente de toda a parte de Alagoas, comemorando sua absolvição tornando-se assim um político ficha limpa.

Ele ainda teve tempo de enviar um vídeo dizendo que “sempre acreditou na correçaão e na idenpendência  do judiciário.” Segundo ele, é como diz um velho ditado: a Justiça tarda mais não falha.”

“Hoje eu fui julgado pela mais alta corte do País, fui absolvido por unaminidade minha absolvição e o Ministério Publico Federal é quem acusa e tinha absolvido., portanto, mostrei para toda Alagoas meu compromisso é trabalhar pelo meu Estado”, bravejou Beltrão, acrescentando: ” foi prejudicando por mentiras publicadas meu respeito por facções no sentindo de prejudicar a minha carreira politica.” Mas, disse ele “aos invejosos eu quero dizer: eu vou continuar trabalhando por Alagoas.”

Entre vários telefonemas, registre do empresário de comunicação e dono da Banda Brucelose. Gilson Neto que também tem em Alagoas além da rádio Maragogi FM, uma das mais badalada Pousada em São Miguel dos Campos, Villas Taturé e ainda tem cerca de mil pés de Coqueiro que abastece tods a rede hoteleira do litoral norte de Alagoas e sul de Pernambuco.

Em rápida conversa Marx Beltrão mandou um recado a região norte: ” Gilson Neto oce será portador de uma boa notícia para sua região: o Aeroporto de Maragogi vai sair e agora, não é mais promessa de políticos acata de voto.” Por isso, eu digo estou afinado com o ministro Mauricio Quintella e vamos tocar essa Aeroporto para alavancar mais ainda a região norte de Alagoas, uma das porta da esperança do desenvolvimento do turismo de Alagoas., disse Beltrão.

Marx é inocente

Considerada uma das mais rigorosas do Supremo Tribunal Federal, a Primeira Turma inocentou por unanimidade o ministro do Turismo, Marx Beltrão, no processo por falsidade ideológica. De acordo com a mais alta corte do país, Marx é inocente e não agiu por má-fé ao prestar, com base em documentos técnicos, informações equivocadas ao Ministério da Previdência quando era prefeito de Coruripe.

“O gestor público, como qualquer brasileiro, está sujeito a responder por todos os seus atos. O importante é que, no Brasil, temos instituições sólidas e confiáveis”, comentou Marx Beltrão. “A decisão de hoje faz justiça e encerra, de uma vez por todas, uma discussão que, infelizmente, foi usada politicamente em alguns momentos por aqueles que querem me prejudicar”, completou. O julgamento do STF vai na direção do parecer do Ministério Público Federal que recomendou a absolvição de Marx Beltrão.

O ministro respondia ação por ter encaminhado ao Ministério da Previdência informações equivocadas com base em documentos repassados pela equipe técnica sobre a quitação das parcelas do INSS dos servidores municipais. Tão logo o erro foi identificado, os pagamentos atrasados foram feitos sem prejuízos ao erário.

Com esclusividade do Repórter Maceió eis a gravação feita pelo ministro do Turismo, deputado federal licenciado Marx Beltrão:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *