Defesa quer adiar depoimento de Loures, marcado para hoje

Defesa quer adiar depoimento de Loures, marcado para hoje

O advogado Cezar Bitencourt, que faz a defesa do ex-deputado e ex-assessor do presidente Michel Temer, Rodrigo Rocha Loures, disse que vai pedir o adiamento do depoimento do seu cliente à polícia, marcado para a manhã desta quarta-feira (7).

Rocha Loures foi preso preventivamente no último sábado (3). Em março, ele foi flagrado pela PF recebendo em São Paulo uma mala com R$ 500 mil. Segundo delações de executivos da JBS no âmbito da Operação Lava Jato, o dinheiro era a primeira parcela de uma propina que seria paga por 20 anos, informa o G1.

O advogado de Loures disse que vai pedir o adiamento do depoimento sob a alegação de que precisa de mais tempo para analisar todo o material das investigações. Ele fará o pedido assim que chegar à superintendência da Polícia Federal em Brasília, local onde Loures está preso e onde será ouvido pelas autoridades.

De acordo com Bitencourt, se a polícia não conceder o adiamento, Loures será orientado pela defesa a ficar calado durante a audiência.

A Polícia Federal prevê transferir Loures da superintendência para o presídio da Papuda, também em Brasília, após o depoimento. O prédio da superintendência não foi planejado para receber presos por um período prolongado.

Desde sábado, Loures está preso sozinho em uma cela de 9 metros quadrados, com beliche e uma cama. O local não tem televisão, pia, chuveiro, nem janelas.

Na Papuda, Loures vai ficar na chamada “ala de vulneráveis”, construída para receber presos do mensalão.

07/06/2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *