Chegou o contraceptivo masculino: será que os homens conseguem suportar os efeitos colaterais?

1481d3e75b5580e6eb64a92d06691995Inchaço, acne, alterações de humor, perda da libido. Se você está fazendo uso de contraceptivos de longo prazo como a pílula anticoncepcional, provavelmente já experimentou algum destes sintomas. No entanto, para prevenir uma gravidez indesejada, isso é o que as mulheres costumam suportar.

Infelizmente o mesmo não pode ser dito sobre nossos colegas do sexo masculino que estão participando de experimentos para testar o novo contraceptivo para homens.

Embora as mulheres tenham ficado felizes com a notícia de que o contraceptivo masculino injetável já é uma opção real e eficaz, ainda há alguns obstáculos a superar pelo caminho.

Em um teste realizado com 320 homens os pesquisadores descobriram que, ao longo de um período de um ano, o novo contraceptivo masculino foi eficaz na prevenção da gestação em 96% dos casos. Ótimo! Então, qual é o problema?

Bom, parece que o experimento já foi interrompido. Como 20 dos 320 homens participantes classificaram os efeitos colaterais como completamente intoleráveis, os pesquisadores decidiram que mais pesquisas são necessárias para encontrar uma maneira de reduzi-los. Espere, o quê?

Desde 1962, quando a primeira pílula anticoncepcional foi lançada, as mulheres têm carregado a maior parte da responsabilidade relacionada à contracepção, e suportam todos os efeitos colaterais que costumam surgir quando querem prevenir a gestação. No entanto, parece que os homens não podem sofrer da mesma maneira.

É claro que qualquer efeito colateral identificado durante uma fase de testes deve ser levado a sério, mas é impossível não notar que os desconfortos que alguns dos homens relataram (como depressão, alterações de humor e acne) são os mesmos dos quais as mulheres reclamam desde o lançamento da pílula.

Então, enquanto continuamos as pesquisas para encontrar uma solução contraceptiva que não cause desconfortos nos homens, só nos resta esperar que o mesmo nível de esforço seja direcionado para encontrar uma solução livre de efeitos colaterais também para as mulheres.

Yahoo

01/11/2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *