As viúvas das Eleições criando factóide para impedir vitória de Flávinho, Sergio Lira e Renatinho

sergioliravedavitoria

O filme é antigo e já deve ter passado na Sessão da Tarde várias vezes.

Pode-se até dizer que é um clichê. Chama-se “As Viúvas das Eleições”. A sinopse mostra três viúvas de prefeitos alagoanos que passaram muito tempo no poder. Um a 12 anos, outro a oito, um já até perdeu as contas, mas em 2016 a população escorraçou todos eles da prefeitura municipal e o pior, de lavada.

Elas não aceitam as derrotas em Pão de Açúcar por 54%, Maragogi por 57% e Pilar com quase três mil votos na frente. O choro é copioso e elas foram à Justiça contra o programa Bolsa Viva Bem – ação municipal de transferência de renda, semelhante ao Bolsa Família do governo federal – proposto de forma bem-sucedida pelos eleitos Flavinho Almeida(PMDB), Fernando Sérgio Lira(PP) e Renato Filho(PSDB), respectivamente.

O filme tem até flashback.

Coincidentemente, nas eleições, os três derrotados ameaçaram servidores que não apoiassem a manutenção do poder, plantaram informações falsas de desistência do adversário e até publicaram pesquisas fraudadas. Era um vale-tudo no vale a pena ver de novo.

Em Maragogi, o prefeito Henrique Peixoto até atrasou três meses salários dos servidores da saúde. A vontade do povo era imensa para retirar da prefeitura a era Madeira.

O roteiro de folhas amareladas revela no final que todo o choro esconde um medo: a auditoria que será feita nas três prefeituras a partir de janeiro de 2017. Não quero aqui adiantar o final. Vai que você ainda não viu. Mas te garanto que pranto de viúva costuma demorar a parar.

bernardino-assinatura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *