Aplicativo Pardal somou mais de 600 denúncias em Alagoas

Através do aplicativo pardal, a população comunicou à Justiça Eleitoral sobre irregularidades no pleito. De acordo com o Ministério Público Eleitoral a região do sertão concentrou a maior parte das denúncias feitas sobre compra de votos durante a realização do 1º turno em Alagoas, neste domingo (07).

Na manhã desta segunda-feira (08), o aplicativo já computava 616 denúncias entre propaganda irregular, compra de votos, uso da máquina pública e outros.  Somente sobre compra de votos, que alguns flagrantes foram feitos pela Polícia Federal, foram 98 denúncias.

Todas as informações enviadas através do aplicativo serão investigadas pelo Ministério Público Eleitoral e Polícia Federal no combate à corrupção eleitoral em Alagoas. No somatório total, os crimes eleitorais de forma geral foram 132.

Uma das denúncias apuradas pela Polícia foi a apreensão de R$ 9 mil no bairro do Rio Novo em Maceió. A denúncia anônima informou que uma pessoa estaria fazendo cadastros na região do ABC Rio Novo, em prol de um candidato ao cargo de Deputado Estadual.

Assim como essa, outras denúncias também foram apuradas.

08/10/18

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *