Absolvido acusado de matar o vereador Fernando Aldo

khjkopojchgkhjkkcjl

Um dos acusados do envolvimento na morte do vereador Fernando Aldo, de Delmiro Gouveia, Eliton Alves Barros,  foi absolvido pelo juiz John Silas, no julgamente desta segunda-feira (24), no Fórum de Maceió, no Barro Duro.

John Silas reconheceu a prescrição do crime e declarou extinta a punibilidade. O magistrado revogou a prisão do réu.  O júri considerou Eliton culpado por formação de quadrilha.

Entenda o caso

De acordo com a denúncia do Ministério Público de Alagoas (MP/AL), na madrugada de 1º de outubro de 2007, durante um evento no município de Mata Grande, o réu Eliton e outros três homens efetuaram disparos de arma de fogo contra a vítima.

Ainda segundo o MP/AL, os mandantes do crime seriam o então deputado Cícero Ferro e o ex-prefeito de Delmiro Gouveia, Luiz Carlos Costa (Lula Cabeleira).

A aliança entre Lula Cabeleira e Cícero Ferro para as eleições de 2006 teria levado a vítima a fazer discursos contra esses adversários políticos. Cabeleira chamou publicamente Fernando Aldo de homossexual e este respondeu dizendo que as filhas do ex-prefeito conheceriam sua masculinidade.

De acordo com a decisão de pronúncia do réu, as trocas de ofensas ficaram comprovadas diante das inúmeras testemunhas ouvidas, e demonstraram que a vítima era um obstáculo às pretensões políticas dos supostos autores intelectuais.

Estadãoalagoass

25/10/16

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *