Dieta das cores: Sua comida deve ser um arco-íris se você realmente quer se cuidar

Adicionar cor às suas refeições pode ser o segredo para uma vida mais longa e saudável, de acordo com a Universidade de Harvard. Uma dieta rica em frutas e vegetais variados é a chave para prevenir doenças cardiovasculares e alguns tipos de câncer, entre outras condições crônicas.

Está provado que uma dieta rica em vegetais oferece maior proteção contra doenças do que uma dieta com alimentos processados ou gorduras saturadas. A American Cancer Society recomenda consumir pelo menos 2 xícaras e meia de frutas e legumes por dia. Para obter o melhor desses nutrientes, é melhor fazer um arco-íris com cada prato.

Prato saudável

As diferentes cores dos vegetais indicam os diferentes fitonutrientes de cada um. Estes são os compostos que lhes dão sua cor, assim como seu sabor e aroma. O papel dos fitonutrientes é fortalecer o sistema imunológico da planta: eles protegem contra os riscos de seu ambiente natural, como doenças ou excesso de sol. Quando os humanos comem plantas, os fitonutrientes podem ter funções semelhantes.

Cada cor fornece diferentes nutrientes e nenhuma cor é superior a outra, por isso o equilíbrio é recomendado. Comer tanto a casca, com coloração mais marcante, (geralmente mais rica em fitonutrientes) quanto a polpa de vegetais é importante para uma alimentação saudável.

Alimentos vermelhos

Essa cor indica uma presença abundante do licopeno carotenóide, um poderoso destruidor de radicais livres que protege contra certos tipos de câncer, bem como doenças do coração e dos pulmões. Também ajuda a protegê-lo do sol e melhora a visão, de acordo com a Healthline. Previne doenças relacionadas à deterioração cerebral da idade, como a doença de Alzheimer. Portanto, aposte em alimentos como: morango, framboesa, tomate, cereja, maçã, melancia, uva vermelha, cebola roxa, entre outras frutas e legumes.

Alimentos laranjas e amarelos

Eles são fonte de um antioxidante que lhes dá a cor característica: o beta-caroteno, que ajuda a comunicação intracelular e pode prevenir ataques cardíacos. Contribui para a saúde da pele, pulmões e olhos e também previne alguns tipos de câncer. Alimentos indicados: cenoura, batata doce, pimentão amarelo, laranja, abacaxi, tangerina, manga, abóbora, damasco, pêssego, melão, milho, entre outros.

Alimentos verdes

Esses alimentos são ricos em substâncias químicas anticancerígenas, como sulforafano, isocianato e indóis, que inibem a ação dos componentes causadores do câncer. Inclua no cardápio alimentos como: espinafre, abacate, aspargos, alcachofra, brócolis, couve, repolho, couve de Bruxelas, kiwi e até ervas como hortelã, alecrim, sálvia, tomilho e manjericão. O chá verde também tem essas propriedades.

Alimentos azuis e roxos

Essas frutas e vegetais contêm poderosos antioxidantes, chamados antocianinas, que retardam o envelhecimento celular e protegem o coração, impedindo a formação de coágulos sanguíneos. Você pode encontrar as substâncias em alimentos como: cranberry, amora, uva, berinjela, ameixa, figo, lavanda e repolho roxo.

Alimentos brancos e marrons

A família da cebola contém alicina, um composto que impede o desenvolvimento de tumores. Outros alimentos neste grupo têm flavonóides como quercetina e kaempferol. Opções: cebola, couve-flor, alho, alho-poró, rabanete e cogumelos.

24/05/2019